Agente causador da asma

A asma é uma doença respiratória que causa tosse e desconforto ao respirar, veja mais detalhes sobre as causas e tratamentos.

médico e pacienteProblemas respiratórios estão no topo das doenças mais frequentes no mundo. Seja uma mera alergia, ou algo mais drástico, boa parte da população mundial sofre de alguma doença respiratória. E nesse campo, a asma corresponde a um dos males mais terríveis conhecidos pelo homem.

No passado, a asma foi responsável pela morte de um enorme números de pessoas, mas se atualmente esse mal foi controlado, e menos pessoas morrem pela doença, ainda hoje o número de casos de asmáticos é muito grande. E não apenas pela propensão, como o fator genético pode desencadear a doença. Ela pode ser consequência de outro mal, uma complicação, e muitas são as doenças que podem desencadear a asma. Saiba mais sobre isso.

Diagnóstico de asma

O grande problema da asma é que ela se encontra no mesmo patamar que outras doenças, como a diabetes e a pressão alta. Ela é crônica, e ainda não existe uma cura, embora seja possível o paciente manter a asma sob controle e viver uma vida tranquila, sem ataques constantes.

Ainda assim, é quadro onde o paciente precisa estar em constante alerta dependendo do grau da doença, uma vez que a asma pode sim matar. Sendo um problema nos brônquios, a asma tende a fechar a garganta de suas vítimas, e sufoca-las, podendo levar até a morte

Mulher-segurando-a-bombinha

Por isso, a melhor maneira de se combater a doença é se apercebendo dela o quanto antes. Os sintomas começam pela tosse, sendo que essa pode ser com ou sem catarro, mas ela persiste por muito tempo, aparentemente sem melhora. Ao respirar, quem tem asma sente um repuxar na pele na região das costelas, ao mesmo tempo que a respiração vai se tornando cada vez mais difícil.

Logo o paciente se vê sempre ofegante. A asma é perigosa porque ela passa um período sem sintomas, mas quando volta é com violência. Além disso, ela dá uma falsa sensação de melhora quando se é consumido medicamentos. Os piores quadros se dão de noite, e é onde mora o perigo.

Principais causas da asma

Muitas são as causas para a asma, sendo que nem todas podem ser contornadas. A primeira delas é sempre a hereditariedade. A genética ainda é responsável por pelo menos cinquenta por cento dos casos.

Outros problemas estão ligados a complicações de outras doenças respiratórias, principalmente a bronquite, que pode vir sim a desenvolver a asma. Outros fatores de risco são detectados, embora nenhum deles são apontados como causas diretas, constata-se uma frequência maior em pessoas que possuem determinado biótipo.

Mulher-usando-a-bombinha

É o caso dos obesos, que possuem uma propensão maior para a doença. As alergias podem desencadear o problema quando seguidas de crises muito fortes e constantes, uma atrás da outra, o que pede cuidados.

Quando o bebê nasce abaixo do peso ele também corre risco, bem como devido a complicações durante a gravidez e maus hábitos da mãe, como o fumo, por exemplo. E outro grande fator é o refluxo gástrico, outro problema bem comum, que quando muito acentuado e sem tratamento pode causar a asma.

Publicado por Andre Moreira
Revisado em 27/09/2017

Compartilhar

Comentar com Facebook

Receba novidades

Comentar